Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

8 mitos e verdade sobre os problemas auditivos

8 mitos e verdade sobre os problemas auditivos

É muito comum encontrarmos pessoas com diversas dúvidas sobre os problemas auditivos. Quando pode ocorrer, o que pode causar, quais são os principais tratamentos… Uma infinidade de questionamentos que, muitas vezes, acabam confundindo o deficiente auditivo.

Para diminuir possíveis dúvidas e informar tanto o portador da deficiência, quanto familiares e pessoas próximas, desenvolvemos este conteúdo.

Para saber mais, acompanhe o texto!

O que é importante saber sobre os problemas auditivos?

Por ser um dos tipos de deficiência mais comum, é natural que em uma pesquisa rápida notamos opiniões pré-moldadas e até mesmo apressadas sobre o assunto.

No nosso eBook sobre tipos de deficiência mais comum , falamos sobre os Os tipos de deficiência auditiva e como identificá-las


Desta forma, existem diversos pacientes com dúvidas, o que pode ser até perigoso já que as informações são contraditórias.

Quais são os mitos e verdades?

Dentre os questionamentos mais comuns sobre os problemas auditivos estão:

A deficiência auditiva é sempre sinal de idade

MITO. Existem diversos fatores que podem influenciar nos problemas auditivos, como perfurações na membrana do tímpano, problemas relacionados a doenças, como a labirintite, entre outros.

Desta forma, ao notar qualquer dificuldade auditiva, não tente se autodiagnosticar, é fundamental buscar tratamento médico.

Não há nada a fazer a respeito da perda auditiva

MITO. Antigamente, era comum que quando uma pessoa fosse diagnosticada com perda auditiva ficaria surda para sempre. Hoje, com o avanço da tecnologia, em muitos casos é possível reverter o problema, ou diminuir os sintomas e incômodos.

Somente a perda auditiva grave necessita de aparelhos

MITO. A necessidade auditiva varia de pessoa para pessoa, independente do grau da perda auditiva. É importante lembrar também que a amplificação auditiva varia de acordo com o estilo de vida do usuário do aparelho.

Se trabalha como professor, por exemplo, necessita de uma audição mais refinada e mesmo com um grau baixo de perda auditiva o aparelho se torna indispensável.

Sensação de tontura e o zumbido no ouvido são alguns sinais de perda auditiva?

VERDADE. Se notar qualquer um desses sintomas, é indispensável buscar o médico para descobrir do que se trata.

Não é necessário fazer exames que detectem problemas auditivos

MITO. O certos casos o médico consegue detectar o problema apenas com uma consulta, mas normalmente, é indicado alguns exames para ter um diagnóstico real do problema.

Exames complementares também podem ser solicitados pelo médico.

Problemas auditivos só afetam pessoas mais velhas

MITO. O percentual de pessoas com mais de 64 anos que possuem a perda auditiva é só de 35%. Já entre pessoas de 18 a 44 anos existem cerca de seis milhões de pessoas com problemas auditivos.

Ou seja, este é um problema que atinge todas as faixas etárias e é primordial buscar auxílio ao notar mudanças.

Ouvir muita música alta nos fones de ouvido pode causar a surdez

VERDADE. A perda auditiva pode acontecer por diversos fatores, inclusive, pelos danos causados nas células sensoriais auditivas.
É válido lembrar que elas não voltam a se regenerar.

O limite máximo de exposição a sons é até 8 horas e que não ultrapasse 85 decibéis.
Desta forma, é imprescindível manter o cuidado com o volume dos aparelhos sonoros.

Alguns remédios podem causar problemas auditivos

VERDADE. Existem alguns medicamentos que são ototóxicos – remédios diuréticos, antibióticos, remédios para tratar tuberculose e até algumas substâncias que são a base de ácido acetilsalicílico -. que, muitas vezes, podem prejudicar a audição.

Se necessário tomar qualquer um desses medicamentos, é importante perguntar para o médico quais são os riscos e realizar exames frequentes de audição para evitar problemas futuros.


Se você ainda possui alguma dúvida sobre os problemas auditivos, faça-nos uma visita e entenda mais sobre o assunto!

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts