Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Posso comprar um aparelho auditivo usado?

Em uma época como a que estamos vivendo hoje, quando tudo se compra e se vende com facilidade, é natural que ao necessitar, uma pessoa se pergunte: posso comprar um aparelho auditivo usado? O tema gera polêmica, preconceito e, às vezes, até constrangimento.

Fato é que nem sempre podemos reutilizar objetos que, por razões variadas, não são mais utilizados por seus usuários originais. Isso se aplica ainda mais quando falamos de próteses, que são componentes artificiais que suprem necessidades ou funções de pacientes que sofrem de alguma deficiência física. Por isso, vamos elucidar algumas questões. Acompanhe!

Aparelho auditivo é moldado conforme ouvido do paciente

O aparelho auditivo é ajustado sob medida para que se molde perfeitamente ao ouvido do paciente. Ele é sofisticado e produzido em várias e complexas etapas que envolvem tecnologia.

Depois de produzido, para obter o melhor resultado possível, há uma série de detalhes que contribuem para uma perfeita adaptação do paciente ao aparelho auditivo. São avaliados e atendidos fatores como estética, tipos de relações sociais, bem-estar, estilo de vida e necessidades específicas do proprietário do aparelho.

Se uma pessoa resolve se desfazer de sua prótese, seja doando, vendendo ou mesmo emprestando-o a quem necessite e não tenha recursos financeiros para aquisição de um novo, ela precisa ser adaptada novamente, de acordo com as características do novo usuário. E se isso não for muito bem feito, o aparelho não vai funcionar para a deficiência desse segundo paciente.

Adaptações necessárias

A adaptação do novo usuário ao aparelho usado, ao contrário do que muitos imaginam, não é automática. São necessários vários ajustes para o seu reaproveitamento e que somente um fonoaudiólogo poderá realizar.

Esses ajustes dependem tanto do tipo e marca do aparelho, quanto dos problemas auditivos apresentados pelo novo paciente. E, vale ressaltar: a escolha do aparelho auditivo já costuma ser de acordo com as necessidades do paciente. Portanto, pacientes que optam por reutilizá-lo de outra pessoa, perderão a oportunidade de contar com uma solução mais personalizada. Para entender melhor tudo isso, conheça os modelos de aparelhos auditivos.

Etapas anteriores à reutilização

Por todas essas razões é que a reutilização dos aparelhos não é muito recomendada. Porém, se mesmo diante de tudo isso, houver a necessidade de reutilização, seguem algumas dicas:

  • Antes de mais nada, o novo usuário deve realizar uma audiometria para verificar qual seu tipo e grau da perda auditiva, bem como a causa de sua deficiência;
  • Em relação ao aparelho, é preciso uma revisão completa e especializada de seu funcionamento e do seu estado geral. Se por acaso ele apresentar algum defeito, o mesmo deve ser sanado completamente. Sem isso, ele pode provocar vários transtornos ao usuário, causando uma impressão muito negativa sobre aparelhos auditivos em geral;
  • Será importante a personalização do aparelho quanto ao molde e grau para atender ao novo usuário, garantindo a reutilização;
  • O novo proprietário deve ter pleno conhecimento sobre a limpeza no dia a dia e manutenção periódica do aparelho.

Compra de aparelho auditivo novo

Se diante do exposto acima, a pessoa decidir pela compra de um aparelho auditivo novo, o ideal é que ela procure um instituto especializado e passe pela consulta com um fonoaudiólogo, que vai avaliar, explicar e orientar sobre o melhor modelo de aparelho.

Vale lembrar que o mercado oferece diversas opções de marcas, modelos e preços. Saiba agora como escolher um aparelho auditivo para melhorar a qualidade de vida de quem tem deficiência auditiva.

Confira opções mais em conta para a compra do seu aparelho auditivo. Leia no artigo: Como realizar o financiamento do aparelho auditivo?

[ebook] Manual do Aparelho Auditivo

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts