Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Como saber se está perdendo a Audição

Como saber se está perdendo a Audição

Imagine, de repente, que o mundo se torna um lugar silencioso, sem músicas e no qual você tem uma certa dificuldade de comunicação. Esta é a realidade de muitas pessoas que estão começando perdendo a audição.

Muitas vezes dolorosa, a perda da audição é uma experiência que acontece de forma lenta e gradual e não é tão rara quanto pensamos. Apesar de ser bem mais comum na idade mais adulta e estar ligada ao envelhecimento e com os idosos, pode ocorrer em qualquer idade, como no caso de pessoas que sofrem de diversas patologias do ouvido, otites frequentes ou quem lida com barulho excessivo diariamente.

A maioria das pessoas se pergunta se é possível reverter o quadro, caso o problema seja detectado no início. Neste artigo, iremos esclarecer algumas das maiores dúvidas sobre o caso e explicar como saber se você está perdendo a audição.

Perda da audição: quando se preocupar?

Se a audição está prejudicada, é óbvio que:

  • ficará mais difícil a comunicação,
  • será necessário que as pessoas que estão ao redor tenham que repetir diversas vezes as frases, para que ela seja entendida,
  • terá dificuldade em falar ao telefone,
  • irá aumentar demasiadamente o volume da TV e
  • poderá precisar ler os lábios do interlocutor para entender a mensagem.

O primeiro sinal é justamente este: dificuldade para compreender o que se escuta. Este é um sinal de alerta que mostra que você poderá estar perdendo a audição e é melhor procurar um médico.

Outro motivo para preocupação é quando passamos a ter a sensação de ouvido tapado ou zumbidos, pois estes são alguns dos sintomas clássicos da perda da audição.

Fatores da perda da audição

Vivemos em um mundo onde o barulho das ruas incomoda. Por isso, muitos tentam fugir dele da pior maneira possível: ouvindo música excessivamente alta no fone de ouvido. Este hábito de tantos jovens pode ser um risco para a audição, pois o som alto diretamente nos ouvidos acaba afetando de forma negativa o sistema auditivo.

Outro fator que pode levar à perda da audição é a idade. As pessoas que trabalham com ruídos excessivos e dos que possuem tendência genética para a deficiência também são pessoas de risco para a perda da audição.

Níveis de deficiência auditiva

Existem níveis diferentes de deficiências auditivas. São eles:

  • Leve: neste nível, é possível ouvir pessoas com clareza, exceto em lugares com algum outro tipo de ruído. Este deve ser o primeiro sinal de alerta de perda da audição;
  • Moderado: quando a pessoa passa a não ter nenhuma possibilidade de ouvir a outra em ambientes com outros sons, além de ouvir baixo de uma forma geral;
  • Perda Severa: conversas têm que ser conduzidas em voz alta. Conversas em grupo só são possíveis com considerável esforço.

. Perda auditiva Profunda: É possível escutar apenas alguns sons muito fortes. Fundamental o uso de aparelhos auditivos para que seja possível a comunicação.

Além do mais, existem dois tipos de perdas auditivas:

  • Condutiva, também conhecida por hipoacusia deve-se a um problema no ouvido médio ou na parte externa do ouvido, o que impede que o som chegue ao ouvido interno de forma clara e perceptível.
    Otites freqüentes, excesso de cera, rigidez da cadeia ossicular, membrana timpânica perfurada, são alguns fatores que podem levar a este tipo de perda de audição
  • Neurossensorial, acontece devido a problemas no ouvido interno (cóclea) ou nas as vias nervosas que vão do ouvido interno ao cérebro. É o tipo mais comum de surdez permanente e é frequente no envelhecimento.

Também existe a perda mista, quando ocorrem os dois tipos de deficiência numa mesma pessoa. É extremamente importante lembrar que algumas doenças podem causar a deficiência como meningite e caxumba, além de infecções.

O que fazer quando começa sentindo que está perdendo a audição

Como em qualquer caso de problema físico, o ideal é procurar um médico especialista ao sinal de qualquer mudança na sua audição. No caso de problemas de audição, deve-se procurar um Otorrinolaringologista o mais depressa possível.

O médico irá saber o melhor tipo de tratamento e se será necessário o uso de algum aparelho auditivo. No entanto, pode também começar a fazer algo hoje mesmo:  Agende um teste auditivo!

Lembre-se sempre de procurar a ajuda correta, jamais e em hipótese alguma, buscar tratamento por conta própria ou com pessoas que não estejam aptas a receitar nenhum tipo de medicamento ou melhora.

Os tipos mais comuns de deficiência auditiva e como identificá-las

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts