Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Misofonia: como contornar a aversão extrema a sons específicos

Misofonia

Misofonia é o ódio ou aversão extrema a sons específicos, como o barulho do teclado do computador, torneira pingando, algo arranhando na mesa, dentre outros sons repetitivos que podem causar grande irritação, ansiedade e sofrimento intenso.

A misofonia, apesar de alterar grandemente a qualidade de vida do portador, é uma distúrbio difícil de ser identificado pelo fato de ser raro e, na maioria das vezes, as pessoas que apresentam o quadro acreditam que os sintomas são decorrentes de problemas de relacionamento, sociais, ou até mesmo “frescura”.

Neste artigo vamos mostrar como a misofonia é um distúrbio sério, sendo necessário tratamento imediato, caso identificado.

O que é Misofonia?

A formação da palavra, miso (aversão) e fonia (som), é autoexplicativa. A misofonia é um distúrbio caracterizado pela aversão a algum tipo de som específico. 

É normal que cada um tenha aversão a certos tipos de barulhos, mas nos casos de misofonia, essa aversão atinge uma proporção patológica, impedindo que a pessoa se concentre em qualquer outra coisa a não ser no som específico em questão. 

A misofonia, ao contrário do que pode parecer, não é um distúrbio do sistema auditivo, mas do sistema neurológico. Pessoas com misofonia tem sistemas auditivos perfeitos, no entanto, apresentam distúrbios nas regiões do cérebro responsáveis por reconhecer e interpretar os estímulos auditivos. 

Causas

É sabido que a misofonia é causada pela confusão do sistema nervoso central ao receber estímulos auditivos e até visuais. No entanto, a origem do distúrbio e quais elementos condicionam essa mal funcionamento ainda é considerada uma mistério.

Todavia, há evidências de que o distúrbio pode ser transmitido geneticamente. Existem casos de vários pacientes de uma mesma família identificados com misofonia em três gerações diferentes, por exemplo. 

Sintomas

Ainda que não haja um teste específico para diagnosticá-la, existem alguns sinais que podem mostrar que você sofre desta condição.

  • Irritar-se muito com barulhos corriqueiros;
  • Reagir de forma exagerada a um barulho simples;
  • Pedir de forma agressiva que o barulho pare;
  • Evitar algumas atividades por causa de barulhos pequenos e repetitivos.

Implicações no dia a dia

A misofonia pode trazer consequências gravíssimas para a vida dos pacientes. Na maioria dos casos, a pessoa é mal interpretada pelos outros ao seu redor, afinal, ninguém entende as constantes reclamações e irritação por causa de barulhos corriqueiros. A tendência é o isolamento social

Na maioria das vezes, quando percebem que ninguém ao seu redor se incomoda com os sons tanto quanto elas, as pessoas com misofonia passam a acreditar que têm algum tipo de problema psicossocial por não conseguirem conviver bem com os outros, podendo desenvolver inclusive distúrbios psicológicos como depressão. 

Especialistas indicados

O diagnóstico da misofonia é clínico. Para isso, é importante procurar os especialistas adequados para avaliar o quadro. Para o tratamento, médicos neurologistas, otorrinolaringologistas e fonoaudiólogos são os mais capacitados para investigar e encaminhar o paciente para um tratamento apropriado. 

Tratamento

O tratamento da misofonia é feito por meio de terapias e aparelhos de proteção auditivas, pois, não existe um método para curá-la totalmente. Em sua maior parte, os diferentes tipos de tratamento envolvem psicoterapeutas que vão ajudar o paciente a conviver com os sons ao redor de maneira equilibrada. 

 

Espero que esse artigo tenha te ajudado a compreender a dimensão desse distúrbio que, na maioria das vezes, pode passar despercebido por vários anos. 

Se você percebeu algum comportamento parecido com sintomas citadas, clique aqui para falar com algumas de nossas Fonoaudiólogas.

Lembre-se que Misofonia não frescura e pode ter consequências graves para a sua vida, caso não tratada. 

 

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts