Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Neuropatia Auditiva: o que você sabe sobre este problema?

Neuropatia Auditiva

A Neuropatia Auditiva ou dessincronia auditiva é uma deficiência na audição que pode acometer pessoas de várias faixas etárias. Ela pode se manifestar de maneiras diferentes em cada caso. Por esse motivo ela é alvo de estudos e exames.

Vamos saber mais sobre esta doença?

O que é a Neuropatia Auditiva?

Podendo ocorrer em crianças, jovens, adultos e idosos, a Neuropatia Auditiva é um distúrbio auditivo, que consiste na perda de sincronia na condução dos estímulos sonoros até o cérebro. Isto acontece por conta de uma alteração na mielinização das fibras do nervo auditivo, das células ciliadas ou das sinapses entre elas e o ramo coclear do oitavo par craniano, que é onde a disfunção varia em cada paciente.

Causas da Neuropatia Auditiva

As causas mais conhecidas da Neuropatia Auditiva são:

  • Agenesia do nervo coclear;
  • Hiperbilirrubinemia;
  • Anóxia neonatal;
  • Infecções congênitas tais como herpes e citomegalovírus;
  • Esclerose múltipla;
  • Doenças do sistema nervoso central.

Existem várias síndromes hereditárias, sendo a maior parte de transmissão autossômica recessiva, que atingem o sistema auditivo e visual em diversos pontos e acarretam a perda auditiva e a deficiência visual.

Pessoas com neuropatia auditiva podem apresentar limiares auditivos dentro da normalidade até a perda profunda da audição.

Existem alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de desenvolvimento do distúrbio auditivo:

  • Histórico familiar de perda auditiva;
  • Falta de oxigênio no parto;
  • Peso baixo no nascimento;
  • Doenças genéticas;
  • Distúrbio neurológico;
  • Doenças infecciosas;
  • Tumor;
  • Trauma.

Sintomas

Os sintomas da Neuropatia Auditiva podem ser causados por outras doenças. Por isso, é importante informar ao médico e fazer os exames necessários. Os mais comuns são:

  • Capacidade de ouvir o som sem distinguir palavras;
  • Baixa capacidade auditiva;
  • Sons fora de sincronia;
  • Zumbido no ouvido.

Diagnóstico precoce

Nos bebês é mais difícil detectar perdas auditivas devido ao seu comportamento característico. Porém, se o diagnóstico precoce puder ser feito nos primeiros meses de vida facilitará muito a indicação de um tratamento médico e fonoaudiológico.

Diante disso, é importante que todos os recém-nascidos passem por uma triagem auditiva neonatal, para detectar possíveis perdas auditivas.

E qual é o tratamento para a da Neuropatia Auditiva?

A medida principal contra a surdez é a prevenção. Atualmente temos um elevado nível de poluição sonora. Desde a infância, há a convivência com os diversos brinquedos barulhentos, passando pelas baladas na juventude, ambiente de trabalho com ruídos e sem contar no trânsito. Controlar todo esse barulho é uma das maneiras de prevenir contra distúrbios auditivos.

Quando a causa da Neuropatia é diagnosticada, o tratamento pode ser iniciado. Ele varia muito, podendo ir de medicamentos, passando por cirurgias e aparelhos, até modificação de hábitos. O médico é quem pode avaliar qual das opções de tratamento é a mais indicadas para o grau da perda auditiva do paciente em questão.

Por exemplo, quando se trata de alteração leve a moderada, pode ser aplicado o uso do aparelho de ampliação sonora individual (AASI). Já o implante coclear pode ser eficaz em perdas auditivas mais severas e profundas, compensando a falta de sincronia do nervo auditivo.

Reabilitação

A fonoaudiologia também desempenha um papel importante no tratamento e reabilitação da perda auditiva.

A Neuropatia Auditiva ainda é um campo farto para estudos. O diagnóstico e tratamento do distúrbio ainda são objetos de pesquisa. O tema ainda é bastante recente e a diversidade de possibilidades, apresentação e sintomas requerem ainda pesquisas para encontrar respostas para várias questões que ainda são cercadas de dúvidas.

O fato é que a investigação para diagnóstico do caso deve ser realizada, para que sejam encontradas soluções para proporcionar a quem sofre com a perda auditiva uma melhor qualidade de vida.

Quer saber mais sobre este ou outros distúrbios auditivos? Conheça a Audiofisa e fique bem informado!

Teste grátis
Teste grátis

 

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts