Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

13 Sinais de Perda Auditiva em Jovens

Sinais de Perda Auditiva em Jovens

Engana-se quem pensa que apenas idosos devem ficar atentos aos sintomas da perda de audição. Preocupar-se com os sinais da perda auditiva em jovens e adolescentes é tão importante quanto, já que 25% das pessoas entre 18 e 44 anos apresentam problemas auditivos*.

Então, se você está nessa faixa etária e com dificuldades para ouvir, ou conhece alguém que suspeita estar com perda de audição, leia este artigo.

Vamos te apresentar os 13 sinais da perda auditiva em jovens que podem ser facilmente percebidos na rotina e o que fazer caso os identifique.

Continue acompanhando!

 

*Fonte: estudo do Departamento de Saúde de Nova Iorque.

13 Sinais da Perda Auditiva em Jovens que podem ser percebidos no dia a dia

A perda auditiva, mesmo que em graus pequenos, costuma impactar diretamente o dia a dia de quem sofre com o problema. E, no contexto dos jovens, é possível identificar alguns sinais de alerta para a perda de audição, como:

  1. Receber reclamações de falta de atenção vindas de amigos, familiares e colegas de trabalho, por não atender quando chamam pelo seu nome, por exemplo;
  2. Diminuição da produtividade no trabalho e confusão de demandas/tarefas, por não entender direito as orientações;
  3. Não conseguir acompanhar reuniões de trabalho ou de projetos, por não assimilar corretamente o que está sendo dito nem conseguir manter o foco;
  4. Dificuldades para entender matérias ou acompanhar discussões em sala de aula;
  5. Maior cansaço físico e mental ao final do dia, por ter que se esforçar mais para compreender o que os outros falam e para perceber os sons, em geral;
  6. Maior dificuldade para ouvir e interagir em ambientes com muitas pessoas falando ao mesmo tempo, como bares, aniversários de amigos e familiares, restaurantes e shows/festivais;
  7. Começar a encontrar barreiras em momentos de lazer coletivo, como uma noite de filme com os amigos e encontros;
  8. Aumentar sempre o volume da televisão/computador/celular para assistir a filmes e séries ou para ouvir música (inclusive elevar acima do recomendado o volume dos fones de ouvido);
  9. Começar a evitar ambientes como teatros, cinemas e igrejas, por não conseguir acompanhar o evento;
  10. Dificuldades para falar ao telefone ou participar de uma reunião/encontro online;
  11. Acordar atrasado por não ouvir o som do despertador;
  12. Pedir frequentemente para que os outros repitam o que acabaram de falar;
  13. Ouvir constantemente dos outros que você está falando gritando ou muito alto, quando para você parece normal.

 

Está apresentando algumas barreiras no trabalho que não tinha antes? Saiba aqui as 6 principais dificuldades de deficientes auditivos no trabalho que podem ser semelhantes às que você está passando.

 

Por mais que muitos dos sinais pareçam simples e pouco alarmantes, eles podem indicar perda de audição em algum grau e devem ser levados a sério, principalmente se muitas dessas situações não aconteciam antes ou se é perceptível que a audição está diferente do que era.

Além desses sinais perceptíveis em situações do dia a dia, é importante também analisar alguns dos sintomas mais característicos da perda de audição, como zumbido no ouvido, momentos em que é possível ouvir mas não se consegue distinguir as palavras e o isolamento social.

 

Saiba mais em:

Sinais de perda auditiva para não ignorar 

Como é feito o diagnóstico de perda auditiva?

Sinais de Perda Auditiva em Jovens

 

Está com dificuldades para ouvir? Saiba o que fazer

Caso identifique qualquer sinal ou sintoma da perda auditiva no seu dia a dia, é fundamental que procure um otorrinolaringologista o quanto antes para que consiga um diagnóstico adequado do seu problema e inicie um tratamento, se confirmada a perda de audição.

O médico irá realizar os testes auditivos necessários (como a audiometria) e indicar a melhor solução para o seu quadro, seja uma perda auditiva temporária (por algum tipo de infecção leve, por exemplo), ou uma perda auditiva definitiva.

É importante reforçar que quanto maior a demora para ir ao médico, mais difícil será recuperar a audição do paciente e maior o risco da perda de audição piorar e prejudicar as funções cognitivas do indivíduo.

Por isso, busque um diagnóstico o mais rápido possível com um profissional da saúde auditiva e, caso necessite de aparelhos auditivos para o seu tratamento, conte com a Audiofisa!

Leia também estes outros conteúdos:

 

 

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts