Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Deficiência Auditiva: conheça os sintomas e possíveis tratamentos

Costumamos associar a deficiência auditiva com o envelhecimento. Talvez porque ela realmente seja mais comum entre os idosos. Porém, é necessário ficar atento. Ela pode atingir também jovens, crianças e adultos em geral. A pessoa pode perder a audição aos poucos sem perceber.

O que é a deficiência auditiva?

Deficiência auditiva é a perda ou redução da capacidade de ouvir os sons que estão ao redor, seja nas conversas ou no ambiente. Geralmente é provocada pelo excesso de exposição ao som ou ruídos altos e pelo envelhecimento.

Porém, a deficiência auditiva pode também ser consequência de algum outro problema de saúde, uso de medicamentos ou vícios, como fumo e álcool. Na maioria dos casos, não tem cura. Mas o uso de aparelhos auditivos garante o bem-estar e uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Sintomas da deficiência auditiva

A deficiência auditiva geralmente acontece de forma gradativa e nem sempre os sintomas são percebidos. É importante ficar atento à dificuldade de ouvir certos sons, principalmente aqueles em volume mais baixo. Se a pessoa está:

  • Constantemente aumentando o volume da televisão, enquanto os sons para as outras pessoas ao redor estão altos,
  • Com dificuldade de entender o que as pessoas estão falando e
  • Se isolando aos poucos do convívio social

Preste atenção! Tudo isso pode ser sintomas da perda auditiva.

Embora pareça não ser tão comum, a deficiência auditiva pode atingir as crianças também. Pode ocorrer devido à alguma anomalia ou má formação no ouvido ou por conta de doenças, como inflamações recorrentes no ouvido.

Nesses caso, os pais devem prestar atenção nas reações da criança. Desatenção na sala de aula, ter que chamá-la várias vezes até que atenda ou perceber que ela se afasta dos colegas podem ser sinais de perda auditiva.

Jovens e adultos que estão expostos a som alto, seja nos fones de ouvido ou no ambiente de trabalho, também podem ter como consequência a perda auditiva. Por isso também é importante ficar atento à dificuldades de ouvir ao telefone, de manter conversas em tom mais baixo ou até mesmo ouvir sons em uma frequência menor.

Caso perceba alguma dificuldade de audição, o ideal é procurar um médico para que ele possa fazer os testes necessários e verificar se está ocorrendo a perda auditiva ou a presença de algum outro problema.

Tratamento para a deficiência auditiva

Como já mencionamos, a deficiência auditiva não tem cura, mas tem tratamento. Pode ser recomendado o uso de aparelhos auditivos ou até algum tipo de implante ou cirurgia, dependendo do caso. Por exemplo:

  • Os aparelhos auditivos estão cada vez mais modernos e existem tipos específicos para cada necessidade e idade. O importante é não ter vergonha de usar, afinal eles estão cada vez mais modernos, são discretos e garantem bem-estar e melhoria na comunicação.
  • Quando a perda da audição é condutiva, ou seja, quando algum problema está obstruindo a passagem do som pelos canais do ouvido, pode ser corrigida através de cirurgia ou de procedimento para remover o que estiver entupindo o ouvido.
  • Nos casos de perda auditiva neurossensorial, que é causada por algum dano na célula ciliada do ouvido interno, o indicado é o uso de aparelho auditivo.
  • Em casos em que a perda acontece subitamente, pode ser indicado o uso de esteroides, mas isso somente o médico poderá diagnosticar e indicar.

Prevenção:

Para prevenir problemas de perda auditiva, o ideal é evitar a exposição ao som e ruídos muito altos, como o uso de headphones (fones de ouvido), som do cinema ou de lugares fechados, como casas noturnas.

Se a sua atividade diária exige exposição a sons muito altos, o ideal é utilizar um abafador de ruídos para amenizar o impacto sonoro e evitar lesões futuras.

Saiba agora quais os tipos mais comuns de deficiência auditiva!

Os tipos mais comuns de deficiência auditiva e como identificá-las

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts