Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

Hipotireoidismo pode causar zumbido

Você sabia que o hipotireoidismo pode causar zumbido no ouvido? Sim! O incômodo zumbido no ouvido pode ter várias causas e o hipotireoidismo é uma delas. Para saber mais sobre as causas do hipotireoidismo, a relação da doença com o zumbido e detalhes sobre a tireóide, acompanhe nosso artigo!    

Causas do hipotireoidismo

A síndrome conhecida por hipotireoidismo pode ser primária quando ocorre por perda total da glândula tireóide. Secundária quando há falha em outra glândula, a hipófise. Ou, ainda, terciária, quando a deficiência ocorre no hipotálamo.

Aqui trataremos apenas da primária, que responde por 99% dos casos. Ela ocorre em 95% na raça branca, em média em um homem a cada dez mulheres e em adultos na faixa de 40 a 60 anos.

Entre outras causas, o hipotireoidismo pode ser causado pelo uso de algumas medicações com grande quantidade de iodo em sua composição, contrastes radiológicos ou amiodarona. A isso, soma-se a radioterapia na cabeça ou no pescoço quando se trata de tumores.

Mas a principal causa é a chamada Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune, que causa a falência da glândula tireóide após um processo de agressão por anticorpos.

Vale lembrar que o teste do pezinho nos recém-nascidos é importante para detectar o hipotireoidismo congênito – aquele adquirido antes do nascimento. Ele é causado por possíveis defeitos na formação da glândula ainda no útero da mãe.

Embora de graves consequências, o tratamento é considerado simples em qualquer idade. É feito com a reposição do hormônio tireoidiano, a Levotiroxina, que em diversas potências, é tomada uma vez ao dia pela manhã, em jejum.

Após o início do tratamento, em aproximadamente dois meses, o paciente voltará ao seu estado normal.

O hipotireoidismo e o zumbido no ouvido

Entre muitos outros sintomas como emagrecimento, edema facial, unhas quebradiças, aumento de peso, voz arranhada, anemia, constipação intestinal, disfunção erétil, tontura e fraqueza, o hipotireoidismo pode causar, ainda, o famoso zumbido no ouvido.

Segundo estudos recentes, quando algum problema ocorre com a tireóide, o paciente pode desenvolver um fluxo maior de sangue através da veia jugular, a maior do organismo.

É ela que conduz o sangue do cérebro ao coração. No meio do caminho, ela passa pelo ouvido médio, possivelmente fazendo com que o paciente “escute” esse som interno, sem contudo haver uma interferência externa.

Considerado por muitos médicos como um dos piores sintomas que um ser humano possa sentir, fora as dores agudas e tonturas por vezes intratáveis, o zumbido no ouvido produz um desconforto sério, de difícil caracterização e tratamento.

Além de problemas com a glândula tireóide, os zumbidos no ouvido ou nos ouvidos, conforme o caso, também podem ser causados por outros fatores, como perda auditiva, alterações metabólicas independentes da tireóide, acúmulo de colesterol, alterações hormonais, problemas de circulação ou mesmo algum problema no próprio ouvido, como por exemplo, entrada de água e acúmulo de cera.

Como em outras patologias, todas as alterações no ouvido, que prejudiquem ou incomodem de alguma forma, devem ser imediatamente investigadas e tratadas. Sem tratamento adequado, com certeza podem se tornar um problema maior, como a perda auditiva, por exemplo.

A vital importância da tireóide

A tireóide é uma das principais e maiores glândulas do corpo humano. Ela é de vital importância para os seres humanos, pois sem os hormônios que produz, nenhuma célula sobrevive.

Localizada na região do pescoço, a tireóide produz e libera os hormônios: (T3) Triiodotironina e (T4) Tiroxina, ambos relacionados ao iodo em sua composição.

Entre outras fontes, o iodo é captado através da alimentação, acelerando o metabolismo e aumentando o consumo de oxigênio e a produção de calor.

A tireóide produz, também, o hormônio Calcitonina, que diminui os níveis sanguíneos, acelerando a absorção de cálcio pelos ossos. Quando a glândula tireóide produz esses hormônios em demasia, ocorre o hipertireoidismo que acelera o metabolismo de corpo.

Para informar-se adequadamente sobre este assunto, leia também o nosso conteúdo: ZUMBIDO NO OUVIDO E A PERDA AUDITIVA: Entenda a relação.

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts