Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

O que não se deve fazer com um aparelho auditivo?

Para quem tem problema de audição, o aparelho auditivo é praticamente uma extensão do corpo. Ele faz com que a pessoa recupere uma habilidade fundamental, que é a de se comunicar.

Sendo assim, do mesmo jeito que todo mundo cuida do seu próprio corpo, deve-se cuidar deste aparelhinho para não haver danos à saúde. Veja o que não fazer com um aparelho auditivo.

Aparelho auditivo é sinônimo de qualidade de vida

A audição tem papel importante nas relações interpessoais, no desempenho profissional e até nas atividades mais simples do dia a dia. É por isso que o uso do aparelho auditivo, costuma ser a melhor solução para quem sofre de perda auditiva.

A utilização do aparelho auditivo impacta positiva e diretamente na qualidade de vida de quem precisa. De que maneira? Promovendo a integração social, melhorando a autoestima e prevenindo problemas psicológicos que podem ocorrer devido ao isolamento causado pela dificuldade em ouvir.

Os aparelhos auditivos estão cada vez menores e mais tecnológicos. São confortáveis e fáceis de se adaptar. Por conta disso, é até comum o paciente se esquecer que está usando e acabar tratando-os de forma descuidada.

Para não correr esse risco e garantir os cuidados com o aparelho auditivo para que ele tenha um funcionamento perfeito e maior durabilidade, é importante também saber o que não fazer.

O que não se deve fazer com um aparelho auditivo

Má higienização

Usar o aparelho por muito tempo sem higienizá-lo da maneira adequada pode danificar o seu funcionamento e até mesmo provocar algum problema de saúde. O acúmulo de pó, cera ou outra sujeira danifica componentes do aparelho, podendo até gerar alguma inflamação no ouvido.

Limpe seu aparelho todos os dias com pano seco ou papel bem macio. Use a escovinha que vem junto e, sempre que não estiver usando, coloque-o em estojo ou no potinho recomendado pelo fabricante.

Molhar o aparelho

Quando falamos em higienização, não se trata de lavar com água. Pelo contrário, o aparelho auditivo não deve entrar em contato com a água ou umidade.

Não tome banho com o aparelho, não o utilize em ambientes como sauna e não mergulhe com ele. Alguns já são resistentes à água, mas, ainda assim, é necessário seguir a orientação específica do fabricante.

Deixar em qualquer lugar

O aparelho auditivo não deve ser deixado no banheiro, por exemplo, por conta da umidade que, como já comentamos, pode danificá-lo. Também não deve ser jogado em uma gaveta qualquer.

Também não o exponha diretamente ao sol ou ao calor excessivo. Isso pode corromper algum componente interno.

Animais de estimação e crianças não devem ter acesso ao aparelho, sob o risco de quebrá-lo.

O ideal é manter dentro do desumidificador (o potinho comentado no item 1), em local seguro e que você sempre se lembre onde guardou.

Consertar sozinho

No caso de um aparelho auditivo, o “faça você mesmo” não funciona. Por isso, não tente consertar sozinho e nem utilize objetos pontiagudos para abrir. Pessoas não especializadas não devem nem mexer para evitar riscos de danos.

Faça a manutenção periódica preventiva com pessoal especializado, na clínica ou na loja onde você adquiriu o aparelho. É mais seguro.

Usar qualquer tipo de pilha

Sem pilha ou bateria, o aparelho auditivo não funciona. Da mesma forma se estiverem fracas ou forem inadequadas. Por isso que não se pode usar qualquer pilha ou bateria, somente o modelo recomendado pelo fabricante.

Não deixe para adquirir a pilha ou a bateria do seu aparelho na última hora. Tenha sempre reservas suficientes para não prejudicar a qualidade do som captada pelo aparelho.

O que fazer se o seu aparelho sofrer algum dano

Caso haja alguma falha citada acima e o aparelho auditivo apresentar algum dano, como já dissemos, o ideal é não tentar consertar sozinho. O melhor é procurar a clínica ou loja onde o aparelho foi adquirido.

Numa conversa com os especialistas, certamente haverá as orientações sobre os procedimentos corretos.

Mantenha suas consultas regulares e siga as dicas do seu fonoaudiólogo para aumentar a vida útil do seu aparelho auditivo. Com esse acompanhamento, você prolonga o tempo de uso, identifica qualquer problema mais facilmente, evita danos maiores e ainda preserva sua saúde.

Quer saber tudo sobre funcionamento, tipos, tecnologia e como escolher o melhor entre as várias opções? Consulte agora nosso Manual do Aparelho Auditivo.

[ebook] Manual do Aparelho Auditivo

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts