Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

O que pode prejudicar a audição? Entenda

O que pode prejudicar a audição? Entenda

O corpo humano é dotado de cinco sentidos que nos possibilita interagir com o mundo exterior (pessoas, objetos, luzes, fenômenos climáticos, cheiros, sabores, barulhos, ruídos, músicas, etc). Através de determinados órgãos do corpo, são enviadas ao cérebro as sensações, utilizando uma vasta rede de neurônios que fazem parte do sistema nervoso.

Aqui trataremos de um desses sentidos que, embora tão importante quanto os outros, não recebe a mesma atenção. É que de tão completo e perfeito, às vezes, acabamos por esquecê-lo. Esse sentido é a audição. Com exceção de doenças, na maioria das vezes, hereditárias, são poucos, mas muito perigosos, os motivos que podem prejudicar a audição.
Prossiga com a leitura e entenda melhor sobre o que estamos querendo dizer no conteúdo de hoje.

Você já fez uma audiometria?

Falamos em esquecer porque, pode reparar, anualmente costumamos fazer uma visita ao ginecologista ou urologista, ao dentista frequentemente, ao oftalmologista, que provavelmente receita óculos, ao clínico geral, etc… Mas e quanto a um exame auditivo? Você já fez uma audiometria, o exame que avalia a audição e deve ser realizado pelo fonoaudiólogo?

Pois deveria! Porque como todos os outros exames de rotina, pode ser que você esteja perdendo a sua audição sem nem perceber e o exame pode te alertar desse fato. Para pessoas que já tiveram problemas relativos à perda de audição na família, os especialistas indicam uma consulta ao otorrinolaringologista a cada seis meses. Se não, ao menos uma consulta anual.

Ruído versus perda auditiva

Atualmente vivemos cercados de ruídos em quase todo lugar que estamos. Nossos ouvidos são muito delicados e possuem estruturas complexas que podem ser prejudicadas facilmente. Você sabia que há uma correlação direta e forte entre ruído e perda auditiva?

Somos expostos frequentemente a ruídos no trabalho, no trânsito, nas ruas, nos shows e clubes noturnos, onde o volume é excessivamente alto. Só para se ter uma ideia, um som alto é considerado quando atinge 85 decibéis (dB).

Se a exposição a esse som for contínua pode resultar em prejuízos para a audição, bem como a perda auditiva temporária ou permanente e até mesmo causar fadiga auditiva. Uma britadeira, por exemplo, tem um nível de 100 dB e os shows de rock têm aproximadamente 110 a 120 dB.

Fatores que podem prejudicar a audição

Cada vez mais usados, tanto nas ruas, quanto em ambientes fechados, os headphones – mais conhecidos como fones de ouvido – facilmente alcançam esses níveis de decibéis, agredindo constantemente as células auditivas e prejudicando-as de forma irreversível. Por isso, é importante controlar e diminuir o volume dos fones de ouvido.

Outro costume que é constantemente observado e que pode provocar sérios riscos à audição é a famosa coçadinha no ouvido. Nunca use objetos pontiagudos como tampas de caneta, grampos, palitos e outros para aliviar algum incômodo ou tentar limpar. Esses objetos podem causar danos ao conduto auditivo e até romper a membrana que protege o tímpano.

Nem mesmo a limpeza com hastes flexíveis (cotonetes) deve ser feita. Até nisso a estrutura do ouvido é perfeita. Ela tem mecanismos próprios que expulsam o excesso de cera (que lubrifica e protege) para fora. Daí é só passar uma toalha macia para retirar o excesso.

Profissionais que devem se cuidar

Alguns profissionais também são expostos a altos níveis de som que, sem perceber, estão diariamente prejudicando a audição. Por exemplo, cozinheiros com liquidificadores e batedeiras, domésticos com aspiradores de pó e máquinas de lavar, lavadores de carros com lavadoras automáticas e aspiradores de interior, professores da dança e academias com suas músicas altas para dar aulas, motoristas em geral, de ônibus, táxi, metrô, caminhão, etc.

Até moradores em áreas próximas a aeroportos precisam acompanhar com frequência como anda sua audição e buscar sempre por exames de rotina.

Perda da capacidade auditiva x idade

A perda auditiva pode também ocorrer como resultado de enfermidade, infecção e uso de medicamentos. Pode ser hereditária ou resultante de um dano físico ou lesão cerebral. E vale salientar que é normal, com o passar dos anos, ir diminuindo nossa capacidade auditiva.

Um sintoma que pode indicar problema de audição é o famoso “zumbido” no ouvido. Ele pode e deve ser observado e tratado o quanto antes.

Veja no site da Audiofisa Aparelhos Auditivos, mais informações sobre esse assunto e confira o e-book sobre Zumbido no Ouvido. Nos vemos no próximo conteúdo. Conte com a Audiofisa para cuidar da sua saúde auditiva.

 

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts