Fale conosco

(61) 3702-6602/3039- 6602

Ponto de atendimento

Agenda sua avaliação grátis

Veja as novidades

Acesse nosso blog

6 profissões que favorecem a perda auditiva

Profissões de diferentes áreas favorecem a perda auditiva.

Você se incomoda de passar muito tempo em um ambiente barulhento? 

Sabia que existem profissões que expõem diariamente os seus trabalhadores a ruídos excessivos? 

Elas podem favorecer, a longo prazo, a perda auditiva. Será que a sua é uma delas? 

Leia o nosso artigo e descubra 6 profissões que favorecem a perda auditiva. Confira!

1. Trabalhadores da aviação

Profissionais que trabalham na aviação, como pilotos, assistentes de bordo, mecânicos e os tratadores de bagagem,  passam grande parte do tempo expostos aos fortes ruídos das aeronaves.

Essas profissões têm um dos índices mais elevados de perda auditiva, pois os trabalhadores ficam expostos, em média, a um volume de 130 decibéis, gerado pelo motor do avião. 

Tratadores de bagagem e mecânicos, que trabalham no exterior da aeronave, são expostos a níveis sonoros ainda mais elevados que os pilotos.

 

2. Músicos e profissionais do áudio

Hoje, muito se fala dos riscos de escutar música alta e como essa prática pode prejudicar a nossa audição. Entretanto, para quem trabalha no meio musical, o som alto é uma rotina. 

Seja nos shows, nos ensaios ou no estúdio músicos, produtores musicais, técnicos de som, djs e até mesmo a equipe que acompanha os artistas   estão expostos, em média, a 125 decibéis diariamente. Essa exposição prolongada pode causar graves danos aos ouvidos.

Os funcionários dos bares e casas noturnas também correm risco tanto quanto os músicos.

Saiba mais: Músicos: como são afetados pela perda auditiva

 

3. Profissionais da construção civil

Se o barulho gerado pela obra já incomoda quem o escuta de longe, imagine só como pode ser nocivo para os profissionais que trabalham com a construção civil e são expostos a ele diariamente.

O ruído de toda a maquinaria utilizada na construção civil, por ser muito alto e contínuo, pode afetar a audição de engenheiros, pedreiros, mestres de obra, técnicos e demais profissionais que trabalham nesta área.

O volume facilmente chega aos 125 decibéis, e pode até mesmo ultrapassar. 

4. Motorista de ambulância

Esse profissional é muito afetado pelo barulho da sirene que, além de alto, é extremamente agudo. 

Motoristas de ambulância estão expostos a 120 decibéis diariamente, o que pode facilmente conduzi-los a uma perda auditiva.

5. Profissionais do trânsito

Guardas de trânsito, taxistas e outros trabalhadores que lidam diariamente com o barulho excessivo do trânsito (de automóveis, buzinas e da rua) também têm a sua audição bastante afetada.

Eles são expostos a um volume que varia de 110 a 115 decibéis e, por este motivo, também correm grandes riscos de perda auditiva.  

6. Dentista

Embora pareça surpreendente, o ruído dos equipamentos de um dentista pode chegar a até 115 decibéis

Em consultórios fechados e, na maioria das vezes, pequenos, esse barulho é, inclusive, amplificado. 

Além de incomodar os pacientes, o ruído prejudica a saúde auditiva do dentista, que é exposto a ele diariamente.

 

Mas, então, como evitar problemas auditivos no trabalho?

Se você trabalha em alguma dessas áreas que citamos acima, não pense que depois de ler este artigo terá que abandonar a sua profissão ou senão sofrerá perda auditiva! Existem meios de preveni-la nesses casos.

Em muitas profissões que expõem os trabalhadores a altos ruídos, o uso do EPI (equipamento de segurança) é essencial. 

Você pode, por exemplo, utilizar protetores auriculares durante o período de trabalho. Eles protegem os seus ouvidos de ruídos externos, diminuindo a percepção do som de 20 a 30 decibéis.

No caso de profissionais que trabalham com música (músicos, produtores, djs), há um tampão específico para proteger os ouvidos do volume excessivo.

E, é claro, ressaltamos a importância de ir periodicamente ao otorrinolaringologista, para acompanhar e avaliar a sua saúde auditiva.

 

Confira abaixo os limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitente, permitidos segundo a Norma Regulamentadora nº 15 (NR-15), da Portaria do Ministério do Trabalho nº 3.214/1978. 

Profissões que favorecem a perda auditiva

E se você já possui um diagnóstico médico de perda auditiva, não hesite em nos procurar! 

Clique aqui e faça um teste gratuito com os melhores aparelhos auditivos do mercado!

Leia também:

Compartilhe

FAÇA UM TESTE GRÁTIS

    Mais posts